Agentes penitenciários fecham avenida após governo cortar banco de horas

Cerca de trinta agentes penitenciários da unidade de segurança máxima, Antônio Amaro Alves, resolveram fechar a avenida Getúlio Vargas, em frente à sede do Instituto de Administração Penitenciária na manhã desta quarta-feira (07). O ato se deu após o diretor do Instituto cancelar a reunião que havia marcado com os agentes.

Os servidores reclamam o corte do banco de horas dos agentes, o que provocou a diminuição dos serviços básicos dentro das unidades, reclamam também a falta de condições de trabalho e déficit de servidores para promover a segurança dos presídios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *