domingo, julho 12, 2020

MP ajuíza ação por improbidade administrativa contra vereador e secretário adjunto de Obras em Cruzeiro do Sul

Por Adelcima Carvalho, G1 AC — Cruzeiro do Sul

O Ministério Público do Estado do Acre (MP-AC) ajuizou uma ação civil pública de improbidade administrativa contra o vereador Marivaldo Figueiredo (PP) e o secretário adjunto municipal de Obras de Cruzeiro do Sul, Manoel Costa. Para o MP, as irregularidades foram cometidas com o objetivo de conquistar votos no último pleito eleitoral. O vereador, que é presidente do bairro da Várzea, foi candidato a deputado estadual.

De acordo com a denúncia, ele teria feito uma obra no bairro, usando recursos pessoais e máquinas da prefeitura. O secretário diz que o atendimento foi feito ao líder comunitário.

Figueiredo é acusado de realizar promoção pessoal ao obter o auxílio do secretário adjunto de Obras para realizar uma obra pública no bairro que em ele mora. O MP recebeu denúncia, por meio de fotografias, do momento em que o vereador levava, em seu veículo particular, tubos de concreto e tijolos para a obra do bairro. O secretário adjunto teria cedido, da prefeitura, uma retroescavadeira, um motorista e duas carradas de barro para a obra.

“Atendi um pedido do presidente do bairro. Nós estávamos realizando um serviço próximo ao bairro e o seu Marivaldo, como presidente do bairro, pediu uma ajuda para cavar uma vala onde ele queria instalar umas boeiras. Mandamos a máquina com o operador para fazer a vala e depois enviamos duas carradas de barro para tapar o buraco. Isso é praxe fazer para as comunidades. Atendi o presidente do bairro para atender uma demanda da comunidade”, explicou Costa.

Já Figueiredo, que tem desavença política com outro vereador, acredita que a denúncia foi por perseguição política.

“Para mim, isso é perseguição política de um colega de parlamento. Como presidente de bairro, sempre pedi ajuda à prefeitura para fazer benfeitoria no meu bairro. Não sabia que isso era proibido. Estou apresentando minha defesa, já estive no MP e me falaram que o agravante foi o fato de eu ter dado publicidade do serviço feito nas redes sociais e isso caracteriza promoção pessoal. Não foi essa a minha intenção”, afirmou.

Leandro Matthaus
Leandro Matthaus é graduado em Letras Português pela UFAC, radialista e narrador esportivo. Atuou nos sites Acrenoticias.com, Blog do Kaká, Tarauacá Agora, foi assessor de comunicação da Prefeitura de Tarauacá. No rádio, tem passagens pelas Rádio Nova Era FM 87,9 e Jordão FM 88.5 Cultural. Tem um programa na Rádio Juruá FM 100,9 (Programa Mistura Fina). Além de ser Vascaíno.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Coluna Diva: Lenilda Farias, a exuberância da mulher da terra do abacaxi

Confesso que estava morrendo de saudades de escrever sobre as belas mulheres e descrever a perfeição das curvas de seus corpos e, claro, falar...