FEIJÓ: Caso Dr. Baba Autor do tiro que matou o médico Doutor Baba, já cumpria pena por outros crimes

jovem Felipe de Oliveira Rodrigues, conhecido pela alcunha de “Curica” 21 anos, apontado como autor do disparo que matou o médico, Rosaldo Firmo de Aguiar, 49 anos, conhecido por Baba, na noite de sábado, 27, em sua residência, no projeto Envira, já cumpria pena, por outros crimes praticados. Entres os crimes descritos, estão: tráfico de entorpecentes, e posse e porte ilegal de armas de fogo.

De acordo ainda com os registros de processo em primeiro grau do poder Judiciário, Curica está sendo intimado para uma audiência de instrução e julgamento no dia 13 de fevereiro de 2019.

“Os envolvidos na morte do médico da família foram presos logo após o crime, graças a uma força tarefa da polícias: Militar e civil, que não mediram esforços para dar uma resposta urgente a sociedade”

“O assassinato do médico doutor Baba, é um mistério a ser desvendado pela as polícias de Feijó, embora os primeiros interrogatórios apontem para latrocínios, seguidos de morte, em decorrência da arma de fogo ter sido roubada da vítima.

Segundo delegado de polícia, Dr. Samuel à frente do caso, existe desqualificadas conversas espalhadas na cidade. “Estamos trabalhando mediante os interrogatórios, perícias e provas matérias” As primeiras versões dadas pelos os acusados, ainda deixa dúvidas, principalmente, quando o autor do disparo, tenha declarado, que minutos antes de atirar no médico, proferiu a seguinte frase “Você é safado e só traz safado para a sua casa” O suficiente para disparar um tiro de escopeta a queima roupa na parte esquerda do tórax.

De acordo ainda com os relatos do criminoso, O médico mesmo cambaleando partiu para uma luta corporal, mas dado o estado de fragilidade, foi dominado por curica, que tomou a arma do médico e evadiu-se do local do crime, na companhia de seu comparsa, Lucas Silva de Oliveira, que dava suporte em um carro de modelo celta preto, estacionado do lado de fora da residência médico

O delegado de polícia, Dr. Samuel, confirmou à reportagem do site de notícias Feijó24horas, que a morte do doutor Baba, teve o aval do jovem Renê do Nascimento Avelino, 19 anos, que estava na companhia do Baba, noite do crime, inclusive, quando o profissional, solicitou autorização da direção do Hospital para ir até sua casa atender um chamado. Para o delegado de polícia, o jovem Renê poderia ter evitado o crime, já que sabia que seus comparsas iriam a casa do médico naquela noite.

Com o desenrolar das perícias, muita coisa pode mudar o rumo das investigações, ou até confirmar todas as evidêcias que foram apuradas até momento.https://shesmanoticias.blogspot.com/

Fonte: Feijo24Horas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *