TARAUACÁ: Sob forte comoção de milhares, Dr. Baba é sepultado no cemitério do município.

O corpo do médico Rosaldo Aguiar, mais conhecido como Dr. Baba, de 49 anos, foi sepultado por volta das 17h no cemitério São João Batista, na cidade de Tarauacá, sob choro e forte comoção popular. Milhares de tarauacaenses e feijoenses acompanharam o cortejo fúnebre que saiu da Loja Maçônica aonde o médico era velado e seguiram em direção ao cemitério local. Baba foi escoltado por uma viatura do Corpo de Bombeiros e contou com toda estrutura militar do Estado para homenageá-lo. O caixão de Baba foi coberto pelas bandeira do Vasco da Gama, seu time de coração, e do Brasil.

Baba foi morto na noite do último sábado, 27, com um disparo de arma de fogo no peito enquanto estava em sua residência, localizada na Chácara Hollywood, considerada uma ponto turístico de Feijó, cidade localizada a 44km da vizinha Tarauacá, sua terra natal. O médico chegou a ser levado ao Hospital Geral de Feijó para ser reanimado, mas não resistiu ao ferimento e veio a óbito.

Rapidamente, sob o comando do Delegado Obetânio Santos, as policias militares e civis do município iniciaram as buscas pelos suspeitos do crime. Durante a noite de sábado e parte da madrugada de domingo, 28, três homens foram detidos suspeitos de participarem da morte do médico. Com eles, foram apreendidos celulares que detinham conteúdo com fortes indícios de estarem envolvidos no crime.

A linha principal de investigação da Polícia é que os bandidos tinha o interesse de roubar a arma de propriedade do médico. O revolver de Baba não foi encontrado com ele e isso reforçou a ideia que ela tenha sido subtraído pelos assassinos. Já na tarde de domingo, o revólver de Baba foi encontrado numa zona de mata e mais um suspeito foi preso pela policia. A ideia é que nas próximas horas as autoridade de segurança esclareçam todo o caso.

De acordo com os médicos que atenderam Baba no Hospital Geral de Feijó, além da marca de tiro, o médico apresentava arranhões na face e lesões no corpo, evidenciando que antes de morrer ele teria tido uma luta corporal com um de seus assassinos.

Um dos suspeitos presos apresentava lesão no rosto e ele teria alegado a polícia que o ferimento teria sido ocasionado por um briga com sua mulher, o que foi negado pela esposa. Ainda não se sabe se os envolvidos têm alguma ligação com facções criminosas, mas a Polícia já descarta motivação política para o crime haja vista que Baba apoiava o candidato a presidente Jair Bolsonaro e era um defensor ferrenho de seu plano de governo nas redes sociais.

A residência de Baba já havia sido invadida dias antes por criminosos. Na ocasião, vários objetos foram furtados. O Caso chegou a ser registrado na Delegacia de Feijó.

do AC24HORAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *