quarta-feira, julho 15, 2020

TARAUACÁ: CARTA DE REPÚDIO À VIOLÊNCIA EM NOSSA CIDADE – VÍDEO DO ASSALTO NA FARMA TARAUACÁ

Venho através de esta carta expressar minha gratidão em primeiro lugar a Deus por ter nós livrado do pior em um assalto sofrido em nossa empresa, agradeço as pessoas que comunicaram a policia militar, que com prontidão e eficiência chegaram imediatamente em nossa empresa (Farma Tarauacá) e conduziram a negociação com êxito, prendendo todos os envolvidos sem nenhuma baixa, ou seja, operação realizada com sucesso.

Sou grato também a policia civil no comando do delegado Dr. Obetanio que juntamente com sua equipe nos tratou dignamente, e aos agentes penitenciários que se colocaram a disposição para dar total apoio em tudo que tivesse ao seu alcance.

A todos, nossa mais profunda gratidão.

Eu, Antonio Viana de Souza conhecido como Abdias tenho 42 anos comecei a trabalhar com aproximada mente 8 anos de idade, vendi quibe, refresco,  juntei alumínio, garrafa, fui engraxate, limpei quintal e com 10 anos comecei a trabalhar em farmácia mais nunca fui na porta de uma delegacia por ter pego no alheio, passei  muitas dificuldades, frio, forme. Perdi meu pai quando eu tinha 5 anos de idade, mais na escola da vida minha mãe sempre me ensinou a lutar com honra e dignidade buscando meu lugar ao sol, pois, o sol nasceu pra todos.

Hoje os adolescentes não podem trabalhar, pois, as leis brasileiras não permitem, proibindo-os, mais não consegue proibir o menor de portar uma escopeta calibre 12, 28 ou 36 municiada.

O jovem com 16 anos tem consciência para votar na maior autoridade do país (a presidência) isso a lei brasileira permite, mais não podem responsabilizá-los pelos delitos por eles cometidos. Então, tem dois pesos e duas medidas, se eles não são responsáveis por seus atos então seu voto não é para ter valor, pois a lei diz que ele não é responsável por si perante a lei, meu Deus se essa é a terra prometida do amor e da igualdade eu pergunto a vocês, onde anda a liberdade ao cidadão de bem? Será que ela também se assustou e foi procurar outro lugar, lamento pelas famílias que tens seus filhos envolvidos no mundo do crime, pois acredito que todo pai e toda mãe quer sempre o melhor para seus filhos, mais eles tem que ter responsabilidade desde novo, acredito que por menor que seja a criança ela não se abraça com fogo, por saber que pode se queimar, mostrando que o raciocínio funciona plenamente, aí fica outra pergunta, por que ele não pode ser responsabilizado pelos seus atos?

Se já existe uma consciência que diferencia o mel do amargo.

Portanto, é chegado à hora de nós Cidadãos de bens unirmos nossas forças por uma sociedade mais digna com mais amor pela vida respeitando o trabalhador, pois direito tem que direito anda, a lei foi feita para manter a ordem dando a cada um o que é seu de direito, o governo sabe fiscalizar os comerciantes para que eles paguem seus impostos, ou seja, para nós no momento só temos deveres, nossos direitos a segurança, a saúde e a educação com valorização dos profissionais, isso os governantes retiraram de nós cidadãos de bens.

Um simples desabafo de um cidadão de bem

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Coluna Diva: Lenilda Farias, a exuberância da mulher da terra do abacaxi

Confesso que estava morrendo de saudades de escrever sobre as belas mulheres e descrever a perfeição das curvas de seus corpos e, claro, falar...