Ciência Itinerante abre atividades ao público no Tarauacá/Envira

A segunda edição da Mostra Viver Ciência Itinerante está aberta ao público em Tarauacá, distante 408 quilômetros de Rio Branco. A popularização da ciência, por meio do maior evento científico da educação básica do estado, chegou à região nesta quinta-feira, 7, e está sendo realizada na escola estadual de ensino médio Djalma da Cunha Batista.
São 23 escolas participando diretamente do evento, que envolve alunos desde a educação infantil ao ensino médio, de escolas públicas e particulares, e ainda da Educação de Jovens e Adultos (EJA), Quero Ler e escolas indígenas.
Para a diretoria de Inovação da Secretaria de Educação e Esporte do Acre (SEE), a ideia é focar na interação dos alunos, mas também de toda a comunidade que participa. “Nosso intuito é unir a educação e a tecnologia na grade educacional para que assim os jovens percebam o quanto as ciências são importantes para o progresso da vida estudantil e profissional, e assim possam melhorar de alguma forma o ambiente em que vivem por meio de atitudes e boas práticas no cotidiano”, ressalta Cleide Prudêncio.
Coordenadora do núcleo da educação no município, professora Francisca Aragão, durante fala na abertura do evento (Foto: Eduardo Gomes/SEE)
Serão dois dias de atividades em um espaço acolhedor em que haverá troca de conhecimento e interação entre os alunos. A diretora de Inovação da SEE destaca que “o objetivo maior é valorizar e divulgar o trabalho desenvolvido durante todo o ano em sala de aula com base em tudo que for relacionado à pesquisa científica”.
No último ano, a região do Tarauacá/Envira recebeu um público de mais de 12 mil pessoas durante os dias da Mostra Viver Ciência Itinerante. A meta este ano é superar esse número.
Ciência Itinerante
O evento é uma exposição que engloba as principais atividades do maior evento de ciência e tecnologia do estado, a Mostra Acreana de Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação – Viver Ciência, que reúne mais de 40 parceiros na organização e proporciona a oportunidade para que todos os alunos do interior do Acre tenham acesso às atividades da Viver Ciência.
Em seguida, a exposição migra para Sena Madureira e Cruzeiro do Sul, levando a mostra para as cinco regionais do estado. O evento já faz parte do calendário acadêmico acreano. Entre as atividades, destacam-se os projetos de pesquisas, além das oficinas e atividades no palco cultural.
Secom/Acre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *