Jorge Viana participa da abertura do Fórum Alternativo Mundial da Água

Evento ocorre paralelamente ao 8° Fórum Mundial da Água e reúne lideranças dos movimentos sociais e sociedade civil

A Universidade de Brasília (UnB) foi sede da abertura do Fórum Alternativo Mundial da Água na manhã deste sábado (17). O senador Jorge Viana (PT-AC) fez questão de estar presente no evento que ocorre paralelamente ao 8° Fórum Mundial da Água e que representa a voz da sociedade civil nas discussões sobre o tema da água. A solenidade de abertura foi bastante prestigiada por lideranças comunitárias e autoridades, como a Procuradora Geral da República, Raquel Dodge.

Durante 5 dias estarão reunidas comunidades, movimentos sociais, povos tradicionais, movimentos sindicais, ambientalistas e ativistas para uma série de debates sobre o tema. Os organizadores do fórum alternativo consideram o Fórum Mundial da Água um evento das corporações e afirmam que, diferentemente do evento oficial, as mais de cinco mil pessoas que participarão do fórum alternativo acreditam que a água é um direito humano, não uma mercadoria. 

O senador Jorge Viana preside no Senado Federal a comissão responsável pela participação parlamentar durante o Fórum Mundial, que terá a presença de deputados e senadores do Brasil e do mundo. Na última semana ele convidou os representantes do fórum alternativo para uma audiência pública no Senado. 

“Eu entendo que no fórum institucional os temas que são considerados do dia-a-dia da população não são plenamente debatidos. Por isso fiz questão de ajudar a promover essa audiência com o propósito de dar transparência e voz aos integrantes do fórum alternativo”, declarou o parlamentar na ocasião. 

Como parte da programação do 8° Fórum Mundial da Água, acontece neste domingo o Colóquio Latino Americano Água, Vida e Direitos Humanos, no Memorial da Procuradoria-Geral da República, organizado pelo Senado Federal, Judiciário e PGR. E na próxima terça-feira (20) será realizada a Conferência Parlamentar do fórum, no auditório do Centro de Convenções Ulysses Guimarães. 

“Nosso planeta não aguenta mais o atual modelo de produção e consumo. O Fórum Mundial da Água, realizado pela primeira vez na América Latina, é uma oportunidade de discutir a construção de um mundo melhor, com responsabilidade e sem colocar em risco a vida no planeta”, alertou Viana.

Da Assessoria Parlamentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *