quinta-feira, outubro 1, 2020

MPAC confirma atuação no 16º Fórum de Governadores da Amazônia Legal

Sendo uma das instituições de Estado que mais tem atuado no combate aos crimes organizado e de fronteira, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC), confirmou sua participação no 16º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, que será realizado nos dias 26 e 27 de outubro, em Rio Branco. O procurador-geral de Justiça, Oswaldo D’Albuquerque Lima Neto, confirmou a atuação do órgão ao governador Tião Viana durante reunião nesta sexta-feira, 6, na Casa Civil.

O 16º Fórum de Governadores da Amazônia Legal será uma grande reunião para tratar sobre um tema de extrema relevância para o Acre e o Brasil: segurança pública na área de fronteira e a emergência do narcotráfico.

“O objetivo é discutir com os poderes da República e dos Estados, um grande pacto que possibilite ao Brasil, uma nova política de limites de fronteira, principalmente para evitar a entrada de drogas e armas, e se ter um pacto para a ação do sistema nacional de segurança pública visando a obtenção de recursos específicos para a estruturação de uma nova política voltada para um combate mais inteligente, contra as organizações criminosas”, explicou a chefe da Casa Civil, Márcia Regina Pereira.

O procurador-geral Oswaldo D’Albuquerque ressaltou ao governador, a luta do MP do Acre para combater os crimes de fronteira. O assunto em questão foi, inclusive, o tema central do último Encontro de Procuradores-gerais de Justiça da Amazônia Legal, realizado em agosto, no MPAC.

Oswaldo D’Albuquerque que também é vice-presidente do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais (CNPG), sugeriu ao governador a participação dos demais procuradores-gerais dos Ministérios Públicos dos Estados da federação no evento.

“É importante que essas ações sejam alinhadas por todas as instituições, os poderes executivo, judiciário e legislativo e o próprio Ministério Público, devido a importância do tema, a relevância e o momento pelo qual estamos passando.  Na próxima semana, teremos um novo Encontro de Procuradores-gerais da Amazônia Legal, em Manaus (AM), cujo tema será novamente a questão da segurança nas áreas fronteiriças”, contou o procurador-geral.  

A Casa Civil informou, ainda, que, além dos 27 governadores de Estado e seus secretários de segurança pública, estão sendo convidados para o evento, os presidentes dos poderes constituídos, a presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministra Carmem Lúcia, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. A lista de convidados inclui, também, embaixadores do Peru, Bolívia, Alemanha, Noruega e Colômbia. Governadores do Peru, Bolívia e da Colômbia também devem estar presentes.

Ana Paula Pojo – Agência de Notícias do MPAC

Foto: Sérgio Vale/ Secom – Governo do Acre 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...