domingo, setembro 20, 2020

Moisés quer tornar Catedral e conventos católicos de Cruzeiro do Sul em patrimônio histórico-artístico

O deputado federal Moisés Diniz (PCdoB) entrará com pedido no Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) para tornar patrimônio histórico-artístico a Catedral e os Conventos Católicos de Cruzeiro do Sul.

“Por sugestão do prefeito Ilderlei Cordeiro, nós vamos incluir ainda o Cais, o antigo Fórum e a Casa dos Ruela”, explica Moisés.

O parlamentar acreano e o prefeito de Cruzeiro do Sul se reuniram com o diretor de Patrimônio Cultural do Iphan, Andrei Rosenthal, pra discutir os procedimentos.

O primeiro passo será a instalação de uma comissão especial, para elaborar um inventário histórico-artístico dos prédios, reunindo líderes religiosos, moradores e empresários do entorno, lideranças culturais e políticas e garantir o tombamento em nível municipal.

“Há três meses, reunimos com o bispo Dom Mosé, para apresentar a proposta e pedir autorização. Ele reuniu o conselho diocesano, que aprovou a nossa proposição. Agora é agir com rapidez e amplitude. Na próxima semana, vou reunir os parlamentares do Juruá, pra se juntarem conosco nessa luta”, informa Moisés.

O segundo passo será apresentar o pedido no Iphan, através da Câmara Federal, e destinar emenda parlamentar, pra pagar o inventário, que sustentará o tombamento nacional.

“Nós vamos destinar emendas em dois níveis, para prefeitura de Cruzeiro ajudar nas primeiras melhorias e para o Iphan fazer o inventário”, explicou o deputado.

O parlamentar cruzeirense diz que os prédios católicos, que serão tombados, são todos de arquitetura alemã do início do século passado e que o tombamento vai possibilitar acessar recursos públicos para sua manutenção e financiamentos especiais para moradores e empresários do entorno.

“É possível transformar Cruzeiro do Sul numa rota de turismo religioso, vinculado às maravilhas naturais da Serra do Divisor”, argumenta o deputado que já foi Irmão Marista.

Moisés diz que o poder público precisa recompensar, e a sociedade reconhecer, o esforço de um século dos missionários católicos do Juruá, em cuidar da espiritualidade do povo e dotar Cruzeiro do Sul de uma arquitetura que é uma verdadeira obra de arte.

POR Archibaldo Antunes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...