quinta-feira, outubro 1, 2020

Consultor acusa assessor do Governo de “esconder” programa que beneficia jovens acreanos

O consultor da Secretária Nacional de Juventude, Edney Pires, está acusando o assessor especial da Juventude do Governo do Acre, Weverton Matias, de esconder o Programa Identidade Jovem (ID Jovem), que concede uma série de benefícios para jovens com até 29 anos. Existem 116 mil vagas, mas apenas 300 jovens acreanos estariam escritos no programa. “Ele está confundindo execução de políticas públicas com cores partidárias”, lamentou o consultor.

De passagem pelo Acre, Pires está rodando os municípios e apresentando os detalhes do programa, que representa uma oportunidade para os jovens adquirirem conhecimento com acesso a eventos culturais e viagens, acessando gratuitamente ou pela metade do preço shows, deslocamentos interestaduais e eventos esportivos. “O Matias é o responsável divulgação e execução”, reiterou ele, criticando a inclusão de apenas 300 jovens no Acre.

“O ID Jovem é o maior programa de juventude lançado pelo Governo Federal, constituindo-se na maior conquista de políticas públicas para a juventude, conforme disposto no decreto 8.537/2015. São milhões de brasileiros entre 15 e 29 anos que terão maior acesso aos direitos garantidos pelo Estatuto da Juventude, a Lei 12.852/2013, que está completando quatro anos”, explicou o consultor.

Para usufruir a identidade não é preciso imprimi-la. Basta apresentar a imagem do cartão na tela do celular no momento da aquisição do bilhete ou ingresso, acompanhada de documentação oficial com foto. O funcionamento da meia-entrada artística-cultural e esportiva é semelhante ao já conhecido da Carteira de Identificação Estudantil. Os jovens precisam, ainda, ter renda de até dois salários mínimos e número de identificação social atualizado.

Contrapondo as acusações, Weverton Matias disse que realizou em Rio Branco “o maior lançamento do país”, inclusive com a presença do secretário nacional de Juventude, Assis Costa Júnior. Quanto às denuncias do consultor, Matias negou as acusações e atacou: “O Governo Federal não cumpriu com o acordado e tenta transferir a responsabilidade para o governo estadual”, rebateu.

Por Jorge Natal

Contil Net

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...