quinta-feira, outubro 1, 2020

Em entrevista na Difusora, Lula diz que Acre se destaca no cenário nacional

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva concedeu uma entrevista de 45 minutos à Rádio Difusora Acreana na manhã desta quinta-feira, 29, no Programa Gente em Debate. A conversa girou em torno da crise política e econômica pela qual vive o país, operação Lava Jato, rumos do país em 2018 e do carinho que tem pelo Acre.  O governador Tião Viana também fez uma participação ao vivo durante a entrevista, enriquecendo o debate.

Foto: Gleilson Miranda/Secom

Crise política e econômica

Lula destacou que o país viveu um período de muito crescimento econômico e social e citou que o Acre participou desse crescimento.  “Trabalhei junto ao Jorge e Tião Viana para que o Acre pudesse crescer. Percebo que o Brasil teve um retrocesso por causa de um golpe, por conta de uma ilegalidade e por conta da falta de credibilidade por parte de quem está governando o Brasil hoje. Conheço o Acre desde 1980, eu o vi crescer. Hoje é exemplo em muitas coisas, sobretudo na educação, preservação ambiental, serve de exemplo também de que é possível, quando o governante tem credibilidade, fazer a economia crescer”, comentou.

Segundo Lula, o Brasil precisa voltar a crescer, a gerar emprego e renda. “O que temos percebido é que o Acre se destaca e tem crescido acima da média nacional, tem avançado na política de investimento.  Visitei o frigorífico Dom Porquito, o Complexo Industrial de Piscicultura da Amazônia – que é algo extraordinária e tenho acompanhado a disposição do governador Tião Viana em provar que é possível fazer o estado crescer, se desenvolver industrialmente, preservando o meio ambiente”, frisou.

Reforma Trabalhista

Quando questionado sobre a Reforma Trabalhista, o ex-presidente Lula destacou ser grave, em função de uma crise econômica, se tentar jogar a responsabilidade da crise nas costas do trabalhador. “O que o governo está fazendo, juntamente com a Comissão de Constituição e Justiça do Senado, é tentar transferir para os trabalhadores os prejuízos de uma política que existe por falta da credibilidade do governo por não ter tomado decisões corretas, fazendo com que os trabalhadores percam direitos conquistados na metade do século XX, ainda na época do presidente Getúlio Vargas”.

E disse: “É importante lembrar que a CLT foi criada em 1943. Portanto, nós estamos jogando fora uma conquista que garante direitos mínimos aos trabalhadores brasileiros. O que estão fazendo não é uma reforma e sim uma demolição de direitos e ainda assim, querem mexer na Previdência Social”.

Sobre a crise financeira Lula falou: “Hoje no país hoje não existe investimento interno, nem externo e não tem investimento do estado brasileiro. Provamos nos governos do Partido dos Trabalhadores (PT) que é possível fazer a economia crescer, que é possível aumentar salários, que é possível distribuir renda, que é possível fazer reforma agrária, que é possível cuidar do povo brasileiro. Nós provamos isso: a palavra correta não é governar e sim cuidar do povo brasileiro com carinho e com o respeito que o povo merece”, relatou Lula.

Acre é exemplo

“Apesar da crise, o Acre é o exemplo de um estado que cresceu. Seria muito bom se pessoas que moram no restante do país fossem conhecer o sistema de educação do Acre, seu modelo de desenvolvimento, conhecer o funcionamento da Universidade Federal, fossem conhecer como se governa um estado democraticamente com a participação das pessoas. Gostaria que as pessoas conhecessem o trabalho extraordinário que o PT está fazendo sob o comando do governador Tião Viana, com a contribuição dos deputados, da sociedade, do movimento sindical”, observou.

Investimentos que melhoraram a vida de milhões de brasileiros

Em sua participação, o governador Tião Viana lembrou dos milhões de jovens que o governo do ex-presidente Lula permitiu acessar universidades, os filhos de índios que chegaram a cursar cursos como o de Medicina, as pessoas humildes que acessaram a universidade gratuita, os investimentos em ciência, tecnologia e pesquisa. “Hoje apenas um R$ 1,2 bilhão foi investido em pesquisa nesse país, enquanto o ex-presidente deixou o país pronto para caminhar em direção ao futuro. O programa Luz para Todos chegou aos locais mais longínquos, promovendo uma grande mudança na vida das pessoas que foram beneficiadas”, ressaltou.

O governador lembrou que Lula foi o autor de uma Medida Provisória que deu direito a uma restituição, a uma indenização por danos morais e físicos e humanos causados aos portadores de hanseníase. “Milhares de brasileiros foram beneficiados com a Medida que ficou conhecida como a segunda Lei Áurea do Brasil”, salientou Tião Viana.

Operação Lavo Jato

Lula disse que, juntamente com o povo brasileiro, concorda com o combate à corrupção no país.

“Defendo que a corrupção seja combatida com inteligência de forma mais sofisticada e não apenas prendendo pessoas. As delações premiadas devem ter provas. Lamento que a Lava Jato tenha se transformado num show de pirotecnia, juiz vazando para a imprensa que, por sua vez, vai condenando as pessoas sem ter prova nenhuma. O meu caso é o mais visível dessa história atualmente no país, mas estou com minha consciência tranquila. O processo contra mim tem o objetivo de me tornar inelegível em 2018. Já provei minha inocência, agora eles precisam provar minha culpa”, finalizou o ex-presidente.

(assessoria)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...