domingo, setembro 27, 2020

TARAUACÁ: CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA FEBRE AFTOSA INICIA NA PRÓXIMA SEGUNDA FEIRA (1 DE MAIO)

O setor da pecuária, um dos mais importantes na economia acreana, organiza-se para iniciar a primeira fase da campanha de vacinação contra a febre aftosa em 2017. A imunização do rebanho é uma das garantias da sanidade do gado criado no estado.

Secretário Municipal de Agricultura – Gleycionei Fernandes

Em Tarauacá a campanha contará com uma parceria do governo com prefeitura, colônia de pescadores, sindicato de trabalhadores rurais, pecuaristas e casas agropecuárias. Foi o que afirmou o Secretário Municipal de Agricultura Gleycionei Fernandes em entrevista à Rádio Comunitária Nova Era FM nesta quarta feira (26). “Temos um rebanho de cerca de 150 mil cabeças de gado e a prefeitura irá disponibilizar um barco para o rio Tarauacá e outro para o rio Murú, com a presença de vacinadores e vacinas“assegurou.

A primeira fase da campanha inicia em todo o estado, na próxima segunda-feira (1º) e deve se estender até o dia 31 de maio.   Nesta fase, devem ser vacinados bovinos e bubalinos (búfalos) com até dois anos de idade, envolvendo aproximadamente 700 mil animais em cerca de 32 mil propriedades.

Para o diretor-presidente do Idaf, Júnior Abreu, o objetivo é garantir a saúde dos animais e a valorização do rebanho. “Num momento em que os Estados trabalham para a retirada da vacinação, é preciso que todos os pecuaristas mantenham o compromisso de proteger seus animais para que juntos possamos fortalecer a pecuária local” , disse.

Conservação

Após a compra da vacina, é importante que o pecuarista siga as normas de transporte, manutenção, higienização e aplicação para não comprometer a qualidade do produto. De acordo com o chefe do Departamento de Defesa Sanitária e Inspeção Animal do Idaf, Roanldo Queiroz, as vacinas devem ser transportadas em isopor de tamanho adequado, com gelo em quantidade suficiente e conservadas na temperatura correta, de 2ºC a 8°C, até o momento da aplicação. “Outra recomendação é substituir a agulha a cada dez animais vacinados e limpar seringa e agulhas no início e ao final do procedimento, fervendo-as e guardando-as limpas e secas”, explicou.

Vacine e comprove

A comprovação da vacinação é obrigatória e pode ser feita pela internet (até 31 de maio) ou nos escritórios do Idaf (até 10 de junho). Para a comprovação on-line é preciso comparecer previamente ao escritório do Instituto para obter login e senha de acesso ao Sistema de Integração Agropecuária (Siapec), caso ainda não tenha solicitado. Aqueles que não possuem animais com até dois anos, devem atualizar o cadastro do seu rebanho no Idaf de 02 de maio a 10 de junho. O produtor que não vacina pode pagar multa por cada animal não imunizado, além de ficar impedido de transitar seu rebanho.

Com informações da Assessoria de Comunicação/Idaf/Prefeitura de Tarauacá

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...