terça-feira, setembro 22, 2020

Sinteac tem registro suspenso pelo MTE

O Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre (Sinteac) teve o registro sindical suspenso pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) por ter deixado de acatar determinação e retirar do estatuto social os professores. De acordo com a publicação, a suspensão permanecerá até que a entidade envie a modificação exatamente nos termos da atual representação.
De acordo com o MTE, o Sinteac terá que excluir do seu quadro de filiações todos os professores ativos e inativos. A decisão fez parte de uma provocação feita pelo próprio Sindicato ao questionar a legitimidade do Sindicato dos Professores Licenciados (Sinplac).
A presidente do Sindicato dos Professores da Rede Pública de Ensino do Estado do Acre (SinproAcre), Alcilene Gurgel, reforçou que o SinproAcre a única entidade habilitada a defender os professores. “A lei está sendo cumprida. O Sinteac tinha o prazo de 60 dias a contar do dia 3 de outubro de 2016 para alterar o estatuto, mas não o fez. Os professores podem ficar tranquilos que estamos aptos a defender seus interesses”.
O Sinteac está sem atualização no MTE desde 2013, quando Rosana Nascimento foi eleita e alterou a diretoria sem o crivo de uma assembleia geral. A última diretoria a ter o registro confirmado pelo órgão foi durante a presidência de Manoel Lima.
A batalha judicial entre Sinteac e Sinplac que durou anos acabou tendo desdobramentos quando a entidade dos Professores Licenciados se tornou Sindicato dos Professores, ampliando a base de atuação para todos os educadores. Com o novo enquadramento, houve a necessidade de pedir um novo registro sindical, porque Rosana questionava a legalidade do ato.
Assim, depois de todos os ataques por parte da diretoria do Sinteac, o SinproAcre provou ser apto, mas o MTE decidiu além e determinou que a entidade dos professores é a única apta a atuar no Acre.
“O descredenciamento do sindicato de Rosana foi resultante dos questionamentos provocados por ela. É uma pena que ela não queira a harmonia entre as entidades sindicais”, finalizou o vice-presidente Edileudo Rocha.
(ASSESSORIA)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...