quarta-feira, setembro 30, 2020

EXCLUSIVO: Delatores afirmam que governador do Acre, Tião Viana (PT), recebeu R$ 2 milhões de conta corrente ‘Italiano’

Os delatores da Odebrecht confirmaram à força-tarefa da Operação Lava Jato que o governador do Acre, Tião Viana (PT), e seu irmão, o senador Jorge Viana (PT-AC), receberam R$ 2 milhões para a campanha de 2010, ao governo do Estado, e que R$ 1,5 milhão desse total foi pago via caixa-2. O registro consta na planilha do Setor de Operações Estruturadas na conta corrente “Italiano” – que seria uma referência ao ex-ministro Antonio Palocci, que tratava dos valores para campanha presidencial do PT – como valores a serem pagos ao “Menino da Floresta”.

Os dois são alvo de um inquérito aberto por ordem do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, relator dos processos da Lava Jato, com foro privilegiado, no dia 4.

“Segundo o Ministério Público, os colaboradores relatam a ocorrência de pagamento de vantagem, a pedido do Senador da República Jorge Viana, no contexto de campanha eleitoral de seu irmão, Tião Viana, ao governo do Acre, no ano de 2010″‘, informa a decisão, que abriu o inquérito 4393/DF, da Lista de Fachin.

Os delatores Marcelo Bahia Odebrecht, presidente afastado da Odebrecht, e Hilberto Mascarenhas Alves da Silva Filho, ex-chefe do Setor de Operações Estruturas, afirmaram em seus termos que “foram repassados R$ 2.000.000,00, sendo R$ 500.000,00 de modo oficial”.

“Tais valores teriam sido decotados da cota global do Partido dos Trabalhadores (PT) – intitulada ‘planilha italiano’ -, sendo que o pagamento teria contado com a anuência de Antônio Palocci, tudo sendo efetuado pelo Setor de Operações Estruturadas do Grupo Odebrecht, inclusive com a utilização de offshores, identificando-se no sistema ‘Drousys’ o destinatário com o apelido ‘menino da floresta’.”

A Polícia Federal e o Ministério Público Federal já havia associada o codinome “Menino da Floresta” aos irmãos Vaiana, nas investigações da Lava Jato em Curitiba. O inquérito foi aberto a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Fonte: O Estadão

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Popular

Tarauacá: Grupo Tático prende cinco homens por envolvimento com o tráfico de drogas

Na sexta-feira, 03, a Polícia Militar, por meio do Grupo Tático de Tarauacá, braço da corporação para o enfrentamento do crime organizado, conseguiu prender...

Jordão: extração do látex da seringueira melhora renda de moradores da reserva extrativista; venda da borracha injetou sessenta mil na zona rural do município

Durante quase cem anos , final do séc. XIX e até  meados de 80 do séc. XX, a borracha, produto extraído do látex da...

Cel. Ulysses será o vice de Minoru Kinpara e Major coordenadorá a campanha do ex-reitor da Ufac

Pedro Valério continua presidente regional do PSL no Acre e as candidaturas do interior tanto para o legislativo, como para o executivo será coordenada...

Vereadores de Jordão apresentaram mais de 300 proposições legislativas em 2019

Os parlamentares de Jordão, no interior do Acre, concluem 2019 como um dos anos mais produtivos da história política da cidade. Os edis apresentaram...