Reforço da PRF solicitado pelo DNIT vai garantir fiscalização para coibir carga acima do peso na BR-364

Para garantir que a BR-364 não tenha tráfego superior ao que suporta depois das obras de manutenção realizada em 2017, a superintendência do Departamento de Infraestrutura e Transporte (DNIT) no Acre, solicitou  ao diretor geral do órgão, Valter Casemiro Silveira, que esteve em Porto Velho nesta segunda-feira (15), que intermediasse com a direção da Polícia Rodoviária Federal (PRF) um efetivo maior e constante no trecho da balança entre os municípios de Sena Madureira e Manuel Urbano para controlar a passagem de caminhões de cargas com peso a cima do estabelecido.
De acordo com o DNIT, os pesos limites para se trafegar pela BR 364 nos trechos a partir de Sena Madureira são de 18 toneladas com 3 eixos, 24 toneladas com 4 eixos, 35 toneladas em 5 eixos e 42 toneladas dividido em 6 eixos.
Mas de acordo com a engenheira Karla Costa Alves, que é analista em engenharia de Infraestrutura de transporte e esteve em Porto Velho para conversar pessoalmente com o diretor do DNIT, a pedido do superintendente do órgão no Acre, Thiago Caetano, existe a necessidade de um reforço na BR-364 de agentes policiais para a fiscalização do peso dos caminhões.
“Até temos pessoas para fazer esse trabalho, mas precisamos deixar passar por exemplo, caminhões de combustível para abastecer a usina termoelétrica em Cruzeiro do Sul. Se tiver somente o pessoal do DNIT não teremos como controlar, já que vendo alguns passando todos os outros também irão querer seguir, mesmo acima dos pesos estabelecidos. Com agentes da PRF no local haverá o respeito da força policial e teremos o controle das cargas”, explicou a engenheira.
Karla disse ainda que se não houver neste momento uma fiscalização para conter os excessos de peso, a BR será destruída novamente e poderá fechar. Temos que analisar dessa forma. “Por isso, o superintendente do DNIT no Acre pediu para que eu fosse conversar com o diretor geral, Valter Casemiro que esteve em Porto Velho, para que pudesse viabilizar junto a direção da PRF a importância de haver mais agentes na região acreana.
O diretor geral do DNIT, disse a reportagem do ac24horas que conversou com a direção da PRF que vai viabilizar os agentes para a região. “Vamos discutir somente a questão de logística com o superintende Thiago Caetano, mas vamos garantir essa fiscalização para não deixarmos a rodovia ser danificada e voltar ao estado que a encontramos”, destacou Casemiro Silveira. (AC24HORAS)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *