TARAUACÁ: ATLETA DO MUNICÍPIO É MEDALHISTA DE PRATA NO MUNDIAL DE JIU JITSU

O atleta de Jiu Jitsu e professor da academia Samurai Gold Tean de Tarauacá, João Herbert foi Medalha de Bronze no Campeonato Mundial de Jiu Jitsu Olimpico, realizado no Rio de Janeiro neste sábado, 15 de julho.

João Herbert – Medalha de Prata no Mundial de Jiu Jitsu Olímpico – Rio de Janiero/2017

A equipe Samurai Gold TEAM do Mestre Stênio (Ferinha) de Rio Branco Acre, encaminhou seus atletas do município de Tarauacá, José Marcelo e Stênio Jarley, que são coordenados pelo professor e também lutador João Herbert, para competirem no Campeonato Mundial de Jiu Jitsu Esportivo, realizado na cidade de São Paulo e numa outra competição realizada no Rio de Janeiro, Mundial de Jiu Jitsu Olímpico.

O Mundial de Jiu-Jitsu Esportivo 2017 foi realizado em São Paulo, no ginásio do Ibirapuera, nos dias 06, 07, 08 e 09 de Julho em sua 10ª edição, contou com mais de 4 mil (quatro mil) atletas, o evento foi o principal campeonato da modalidade e do calendário nacional. O Mundial é reconhecido principalmente por revelar os maiores talentos mundiais. Na categoria Absoluto Preta Adulto o campeão em destaque foi  Erberth Santos da Almeida JJ. A disputa foi representada por inúmeros estrangeiros e, sobretudo, atletas da América Latina, que tem acentuado crescimento, além de competidores norte-americanos e europeus que lutaram representando suas respectivas academias.

João Herberto perdeu 12 quilos na preparação para o mundial

Com todas as dificuldades de patrocínio os tarauacaenses deram um jeito de participar e foram até o centro sul do país, competir na faixa marrom master 1 leve, categoria absoluto, faixa azul adulto pluma e no absoluto.

Em São Paulo, todos os nossos guerreiros tiveram que lutar contra atletas de ponta vindos de todo o Brasil e de vários Países, acimada de seus pesos e não tiveram vitória.

Herbert perdeu por apenas dois pontos numa luta bem amarrada e Marcelo, após vencer duas lutas iniciais, foi finalizado pelo seu adversário com um triângulo aos 5 minutos de luta.

O atleta falou de sua preparação e das dificuldades de se conseguir apoio. Conseguir ir em busca do sonho de ser campeão mundial exige da gente uma determinação pra vencer as dificuldades que vão desde a preparação até conseguir juntar as condições financeiras. Perdi 12 quilos, tive lesão na virilha e precisei tomar muitas medicações que dificultavam a perda de peso. Fiz fisioterapia e minha esposa quase  nem me via direito. Eu malhava de 5:30 às 7h. Às 11:.45 eu já estava treinando  jiu jitsu. Voltava para o trabalho e saiu de lá direto para treinar novamente até às 20:30h. chegava em casa cansado”, comentou o atleta.

Os lutadores tiveram ajuda das empresa Moto Peças Herbert, Comercial Vander, Deputado Estadual Jenilson Leite, do Hotel Novo horizonte.

No mundial do Rio de Janeiro que iniciou no dia 15 de julho, organizado pela confederação Brasileira de Jiu Jitsu Olimpico, Marcelo perdeu por pontos logo na primeira luta.

Depois, foi a vez de João Herbert que lutou e venceu uma luta na categoria ‘leve marrom master 1’ e se classificando para a final. Na decisão perdeu por pontos, ficando em segundo lugar com o vice campeonato o que lhe rendeu uma medalha de com a medalha de prata. “Acho que foi muito proveitoso eu sair do interior do Acre e lutar com competidores de vários países e conseguir medalha de prata. Mesmo que não tivesse vencido valeria a atitude de ter lutado. Obrigado a todos” finalizou Herbert.

Quanto ao fato de parar, Herbert afirma que ainda não decidiu. “Eu tinha dito pra toda minha família que ia me aposentar, mas, deixo em aberto. Não sei se ainda quero isso pra mim. É muito complicado competir em alto nível, mas, vamos ver. Em setembro vou levar um pessoal de Tarauacá para competir em Cruzeiro do Sul no dia 30 d setembro”, finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *