JORDÃO: Água tratada em aldeias do município diminuirá morte de crianças indígenas

O deputado estadual Jenilson Leite (PCdoB) usou a tribuna do parlamento acreano nesta terça-feira (23) para destacar uma conquista inédita nas aldeias indígenas de Jordão. As trintas e duas aldeias do município serão contempladas com água potável.

Na sexta-feira (19), o deputado participou junto ao governador Tião Viana, e do diretor-presidente do DEPASA Edvaldo Magalhães, do lançamento do programa de Saneamento Ambiental e Inclusão Socioambiental (PROSER), na aldeia São Joaquim. O valor do montante é de R$ 1 milhão na área de saneamento básico e de abastecimento de água nas comunidades indígenas do município. Serão beneficiadas 386 famílias, ou seja, totalizando mais de três mil índios.  Faz parte do programa a implantação de reservatórios de água, redes de distribuição, ligações domiciliares, kits de bomba com placas solares e motor-bombas.

O médico e deputado destacou ainda, a implantação de duas turmas do ensino médio na aldeia São Joaquim. Na comunidade, funciona o Centro Memorial dos Huni kui. Além disso, o governado do Estado investirá R$ 14 milhões para fomentar a cadeia produtiva nas aldeias.

 Jenilson destacou que antes de assumir o cargo de deputado, atuou como médico durante três anos no município de Jordão, e que durante este período presenciou a morte de crianças em decorrências do uso da água sem tratamento. “ Esse investimento irá transformar a vida dos indígenas daquela região, pois o tratamento da água tratada evita diversas doenças das quais eles eram acometidos, indo muitas às vezes a óbito”. O deputado ressaltou que ações como essa, “denota o compromisso do governado com as populações mais isoladas, que muitas vezes foram deixadas de lado. Uma ação fantástica que merece todo o reconhecimento”.

O DEPASA, órgão responsável pela distribuição de água potável, saneamento básico e pavimentação de ruas está investimento cem milhões de reais nos quatro municípios isolados do Estado: Jordão, Santa Rosa do Purus, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter.

Leite falou ainda do lançamento do PROSER em Santa Rosa do Purus, ocorrido na sexta-feira. No município do Vale do Purus, serão pavimentados 3,02 km de ruas. A rede de esgoto será de 6,13 km, com 508 ligações para os domicílios, 76 tratamentos individuais e uma estação de esgoto, desta forma evitando que os resíduos sejam despejados no rio sem receber o tratamento adequado. A rede de água contemplará 216 domicílios com uma extensão de 5,2 km. Além disso, a rede de drenagem terá uma extensão de 1,71 km. O valor em dinheiro é de quase vinte milhões de reais.

 Assessoria Parlamentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *